12 março 2008

Auditor da Qualidade ISO 9001:2000

Esta semana participei do treinamento de auditores da ISO, ministrado pela empresa Maestria.

Minhas impressões sobre o curso:

Não há como não perceber as implicações que uma abordagem procedural podem trazer ao desenvolvimento de software. Até mesmo porque durante o curso, todas as referências ao desenvolvimento de software foram rebatidas por mim, já que a maior parte dos exemplos em que o modelo de maturidade da ISO 9001 se baseia está longe da realidade de software que estou acostumado.

Entretanto conhecer outras realidades sempre é muito proveitoso! Estavam presentes representantes do setor de constução civil, produção, farmácia e correios. Assim, é simple comparar em que pontos estes setores estão do desenvolvimento de produtos, e onde nós estamos.

Nota importante:
Ambos queremos a mesma coisa: Criação de produtos com melhor qualidade!

ISO em 5 minutos (me corrijam se estiver horrível):

  • Determine o seu mapa de processos

  • Descreva os processos sobre "onde queremos chegar" e não "da forma que fazemos aqui em casa"

  • Encontre o apoio da diretoria

  • Tenha pessoas dispostas a verificar se os procedimentos estão sendo seguidos à risca

  • Mantenha o registro de tudo que for produzido, medido ou cobrado

  • Faça análises periódicas para encontrar:
    • O que está horrível?

    • Ações para corrigir o que precisa ser melhorado


  • Monitore, meça, puna e cobre "quase" tudo

  • Seja coerente ao determinar o que pode ser interpretado como um "procedimento"

  • Pague alguns milhares de dólares em inúmeras auditorias para conseguir um certificado




Talvez esteja pegando muito pesado, mas algumas dúvidas ficaram no ar:

O modelo de melhoria contínua pode ser extremamente afetado, caso não seja considerada a possibilidade do próprio processo não ser o real problema. Auditores e gestores podem se perder na ilusão de comando e controle apoiados sobre o guarda-chuva "do processo". Assim, ações corretivas se perderão num mar de não conformidades, e dificilmente se alcançará algo produtivo.

É possível determinar o maior número possível de análises críticas e auditorias internas... mas muitas vezes, por causa do clima de cobrança, deve ser muito difícil receber a colaboração das pessoas em trabalhar para a melhoria dos processos como um todo. Já postei sobre falando sobre métricas e na terceira edição da Visão Ágil

Indicadores... indicadores... é preciso ter muito cuidado com eles, e estar atento para evitar que tais indicadores influenciem no trabalho de todos.



Bem, no final das contas o curso foi bastante produtivo... me dando muitas idéias de adaptações para adesão do scrum na Audaces como um todo, assim como já fizemos no desenvolvimento de software...


[]s

Ps: acho que agora vou mudar minha assinatura:

Victor Hugo Germano
Bacharel em Computação
Operador de Videocassete Sênior
Auditor da ISO 9001:2000

Que tal?? acho que nas listas de discussão vai parecer bem mais profissional...

Nenhum comentário:

Postar um comentário